fortattoolovers.com

20 Tatuagens dos Santos Cristãos


O uso de tatuagens tem se transformado e expandido muito ao longo dos anos, por isso não é surpreendente que cada vez que você pode encontrar mais variedade de tatuagens de santos. As pessoas que decidem fazer estas tatuagens são cristãos devotos que querem honrar um santo em particular, sentir que o têm sempre perto ou simplesmente porque se sentem identificados com ele.


As tatuagens de santos mais populares

Sem dúvida, o santo mais tatuado é São Miguel Arcanjo, pois ele é considerado o líder de todos os anjos e o canto do poder supremo. Ele é mencionado como um arcanjo em três grandes religiões: cristianismo, judaísmo e islamismo. Ele é visto como um protetor que cuida das pessoas, pois foi ele o príncipe que derrotou Satanás.

A tatuagem de São Bento é também muito famosa, pois há muitas pessoas que acreditam que ele oferece proteção noite e dia. Outros querem simplesmente mostrar sua devoção ou pagamento por algum favor que São Bento fez por eles. Os dois tipos de tatuagens para representar São Bento são:

  • A Chave de São Bento: usada como um amuleto da boa sorte, como se diz para abrir as portas da boa sorte, assim como para lhe proporcionar proteção.
  • A cruz de São Bento: é a coisa mais poderosa que podemos ter deste santo, pois nos dá não só o poder de São Bento, mas também o de Cristo. Como devoto da religião católica, não há imagem que possa demonstrar mais a sua fé do que esta tatuagem.


Significados e Simbolismo das Tatuagens de São Tiago

As tatuagens de santos, como as que se referem a outras figuras cristãs, são geralmente retratadas como retratos. Mas a moda muda, e os tipos de tatuagens também. Hoje em dia, as tatuagens mais populares, especialmente entre os jovens, são pequenas e simples, por isso foram encontradas outras formas de representar os santos, através de símbolos. Vejamos alguns dos símbolos mais populares entre as tatuagens de santos:

  • Flecha: a flecha é o símbolo de São Sebastião, um mártir da Igreja Católica e Ortodoxa, e o símbolo de Santa Úrsula, uma mártir cristã. Não é surpreendente que objetos que representam violência e dor sejam ao mesmo tempo, símbolo de um mártir, já que o mais comum é que um mártir seja representado com a fonte do seu martírio. São Sebastião foi morto por converter romanos ao cristianismo e Úrsula, santa católica mãe de órfãos, virgens e viajantes, por se recusar a casar com um rei. Ambos foram mortos com o disparo de uma flecha.
  • Machado: o machado é o símbolo do bispo grego católico ruteniano São Josafá e também de São Bonifácio, mártir inglês. No caso de Bonifácio, o símbolo do machado vem do corte de uma árvore antiga cortada com um machado por Bonifácio, esta árvore era sagrada e venerada pelos pagãos (que disseram que o seu carvalho era um elixir do deus Thor). Bonifácio derrubou a árvore em nome de Jesus Cristo e, com a sua madeira, ordenou a construção da sua cruz. São Josafá, um santo ucraniano, o machado simboliza seu sacrifício ao morrer defendendo seus amigos de uma multidão que se rebelou contra o poder da igreja. O machado é um importante símbolo de autoridade para a Igreja Ortodoxa.
  • Pão: é o símbolo de Santa Isabel (ou Isabel segundo o Evangelho de Lucas), santa dos padeiros, dos sem-abrigo, dos sem-teto, das viúvas e dos pobres. Os seus atributos respondem ao espírito de solidariedade e compaixão para com os mais necessitados. Depois de se tornar viúva, ela dedicou cada um dos seus dias a ajudar aqueles que mais precisavam.
  • Águia: simboliza São João Evangelista diante da poderosa autoridade de Deus, a fé inabalável e a supremacia da palavra sagrada. São João escreveu o quarto evangelho com impenetrável e única devoção, dedicação e determinação para com a figura de Deus.